Olhando da janela

15:04



Olho para a janela e não me cinto bem, algo me machuca e incomoda dentro de mim. O tempo passou tão rápido. Gostaria de ainda ser aquela garotinha que acaba de te conhecer e nem imagina que um dia seriamos melhores amigas.

O tempo aqui esta frio, seguro minha caneca, a mesma na qual você era a unica em que eu dividia...
sinto sua falta. Pelo vidro da janela observo os pingos da chuva escorrerem e me lembro de nossas travessuras em dias chuvosos, eramos boas amigas. E eu sinto muita falta disso. 

Tenho uma novo rotina, depois que se mudou, fico aqui sentada olhando pela janela sua antiga casa, onde você podia chamar de lar, e me lembro de dias em que eu te chamava e você vinha me receber com um abraço apertado, como sinto saudade desses abraços.

Mas o tempo passou, e nos mudou, você mudou, arrumou novas amigas que para estão parecendo mais importantes do que a mim. Minhas idas a sua casa diminuirão, nossas conversas pelo celular diminuirão, as mensagens do celular quase nunca eram atualizadas, nossas viagens e passeias juntas foram substituídas pelas suas viagens com suas novas amigas, nossas risadas juntas se transformaram em minhas lagrimas, apenas minhas, pois seus sorriso continuam frequentes, mas não comigo e sim com suas amigas.

Daqui dessa minha janela, eu choro ao ter todas essas lembranças, desde o inicio até o nosso final. Eramos tão amigas. Onde foi que errei, e te fiz se distanciar e me trocar?

No fundo mesmo eu só quero que você perceba como eu me cinto com tudo isso. Sinto muito a sua falta, de nos duas juntas sorrindo.

Posts que você pode gostar

0 comentários

Facebook

Instagram

Correio

Image Map