Alegria em quatro patinhas

07:34


Cheguei!!!
Hoje eu to muito feliz. Posso falar uma coisinha?
Um dos motivos de eu estar mega feliz hoje é por termos chegado a 100 postagem aqui no meu melhor momento [dancinha da alegria eeee] finalmente. Eu sempre tive muitos blogs mas nunca passei de 30 postagens para falar a verdade acho que nem em 30 eu cheguei mas isso é desimportante para mim agora enfim esse é a 102° postagem aqui e eu espero que todos vocês estejam tendo muitos momentos bons na vida de vocês.

Pronto primeiro motivo de toda essa minha felicidade esta revelado, mas e o outro motivo? o outro motivo é o assunto desse post huhu. Bom na verdade é metade desse post mas vocês entenderam e é isso ai.

Eu, Emily Ferreira sempre tive um sonho de ter um Pug, é um cachorrinho muito lindo. Calma, eu não ganhei meu pug, AINDA pois sei que eu dia eu terei nem que eu tenha que pedir moedinha para compra-lo. [não sou a favor de compra de animais, mas meu sonho é ter um pug e eles não são doados #triste] Enfim, eu gosto muito de animais e gostaria de ter uma casa cheia desses pedacinhos de amor de quatro patas, mas minha mãe não permite, nem meu pai então isso é um problema, um dia eu vou crescer vou me mudar e tirei muitos amores na minha casa [ olha que amoor :o]

Nem eu entendo o porque de amar tanto um cachorro que eu nem tive nem tive uma aproximação. Mas sempre que eu via uma fotinha de um pug um sorriso brotava em meu rosto e aquele sentimento de carinho surgia dentro de mim e é incontrolável. Aquele rostinho amaçado e aquele seu ronco que é musica para meus ouvidos.
[babando um pouquinho haha]

Agora imagina se só por fotos eu já sentia todo aquele carinho, imagina quando eu visse um de verdade. Pronto acabou o mundo.

Minha irmã tem uma amiga que comprou um pug ano passado. E esse mês ele foi finalmente para seu novo lar, junto com essa amiga da minha irmã, ela se chama Beatriz, mas a chamo de Bia <3 Ela o batizou de, Thor e faz apenas uma semana que esse pequeno está vivendo com a nova mamãe e finalmente eu fui visitá-lo. Preciso dizer o tamanho de meu nervosismo e felicidade ao finalmente poder ver e tocar no cachorrinho que eu tanto sonho em ter?

Ainda estou boba, ele é tão pequeno, tão lindo. Entrei já olhando para o chão o procurando e o vi ali, na ponta da escadinha esperando chegarmos até ele. Imagine aquele pontinho de felicidade que eu cinto ao ver uma foto de um pug mil vezes maior, não, muito mais que mil, muito mais que um milhão, só faltou meu peito explodir de imensa alegria ao poder ver aquela bolinha de amoor. Seus pequenos pulinhos era a coisa mais graciosa. Assim que cheguei na escada pude finalmente ouvir o ronco de um pug. Acho que só não chorei porque minha irmã a Bia e a mãe da Bia estavam lá. Toda aquela alegria sendo demonstrada com toda sua agitação correria mordiscadas doloridas pulinhos de animação, era tanta bagunça para só um filhote de pug. Era muita explosão de alegria para apenas uma Emily.

Pode até parecer  meio patético mas aqui, agora, eu escrevendo essas lembranças de quando vi e brinquei pela primeira vez com esse bebê tão cheio de alegria, me enche os olhos de lagrimas. Aquela dor ao ouvir da boca da minha irmã que tenho que ir embora, e deixar o Thor. Ficar triste por ter que se despedir de um cachorrinho que não é meu.

Mas sabem de uma coisa, toda essa tristeza que senti ao ir embora e deixar aquele pequeno, vai virar uma imensa alegria quando eu tiver o meu bebê, o meu roncador, o meu distribuidor de felicidade e alegria.

Nunca, NUNCA, deixem alguém dizer que o sonho de vocês não vai realizar. Pois se eu dependesse disso eu já não acreditaria mais, e já tireia perdido toda a esperança de um dia ter o meu Pug, o meu filho, o meu amorzinho.

Espero que tenham gostado. 
tchau até a próxima
xoxo

Posts que você pode gostar

0 comentários

Facebook

Instagram

Correio

Image Map